Última atualização em: 09/06/2016

Clique no Campus desejado para ler o respectivo informe:

Faculdade de Odontologia e Faculdade de Medicina Veterinária — em GREVE desde 07/06/2016

Venho pelo presente comunicar que neste 31/05/2016 reunidos em Assembleia Conjunta os Servidores Técnico-Administrativos das Faculdades de Odontologia e Medicina veterinária do Campus de Araçatuba presentes na referida reunião, após ampla discussão sobre os indicativos do FÓRUM DAS SEIS e do Sindicato dos Trabalhadores da UNESP (SINTUNESP) em sua ampla maioria deliberou por acatar o indicativo de GREVE, a se iniciar a partir de 07/06/2016, respeitando os critérios estabelecidos pela lei de GREVE, conforme estabelecido no art. 37, inc. VII da Constituição de 1988 que assegurou aos servidores públicos civis o direito de greve (direito inalienável dos trabalhadores, públicos ou privados).

Fac. Ciências Farmacêuticas, Fac. Ciências e Letras, Fac. Odontologia e I. de Química — em GREVE desde 31/05/2016

Os servidores técnico administrativos do campus de Araraquara, em assembleia realizada hoje, considerando a quebra da isonomia com o Cruesp, o que, na prática se configura como uma “proposta de 0%“, assim como em 2014, deliberaram por GREVE a partir desta data.

 

Conclamamos todos os servidores T.A. a participarem da assembleia amanhã, às 9hs, no anfiteatro A da FCL. 

Pauta:

- Composição do Comando de Greve, Comissão de Ética, Comissão de imprensa e publicidade;

- Definição de calendário de atividades.

Faculdade de Ciências e Letras — em GREVE desde 01/06/2016

Assis deliberou em assembleia com 70 funcionários por greve a partir do dia 1 de 06 2016

Fac. de Arquitetura, Artes e Comunicação, Fac. de Ciências e Fac. de Engenharia — em GREVE desde 01/06/2016

Em Assembleia organizativa realizada em 03/6/2016 servidores técnico-administrativos e docentes reunidos na sala Adriana Chaves encaminharam as seguintes atividades de greve:

 

- dia 03/6

14:30 h – Concentração biblioteca: contato com diretores das unidade (FAAC, FC, FEB) para convidar diretores e vice-diretores para reunião com as categorias em greve;

 

- dia 06/6

7:30 h – Concentração na portaria 1: Ato em defesa da universidade pública e inclusiva, panfletagem, passagem nos setores e participação do cortejo organizado pelos estudantes (concentração da entrado no campus pela portaria 1);

 

- dia 07/6

9:00 – Confecção de cartazes e passagem pelos setores e departamentos;

 

- dia 08/6

9:00 – Assembleia para discussão e divulgação dos critérios de paralisação e atendimento de demandas de atividades a serem mantidas durante o movimento de greve;

 

18:30 – Participação no evento a ser realizado no sindicato dos bancários refletindo sobre análise de conjuntura;

 

Dia 09/6 – quinta feira

18:00 – Participação na audiência pública a ser realizada na Câmara Municipal sobre LDO;

Dia 10/6 – sexta feira

- participação na plenária da Adunesp em São Paulo;

- Assembleia conjunta servidores técnico-administrativos e docentes;

Durante a assembleia foi constituída a Comissão de Comunicação e Comissão organizativa das aulas públicas e indicado a realização de ação social articulada à greve de doação de sangue e medula.

Câmpus Experimental de Dracena

Assembléia agendada para 4/06.

Faculdade de Ciências Humanas e Sociais — em GREVE desde 23/05/2014

Aos vinte e dois dias do mês de maio de dois mil e quatorze, às quatorze horas, na sala de Defesa da Seção Técnica de Pós-Graduação da FCHS, iniciou-se a assembléia geral, onde foi debatida a proposta contida no Boletim do Fórum das Seis DE GREVE POR TEMPO INDETERMINADO tendo em vista o inaceitável 0% oferecido pelo CRUESP. Por unanimidade por todos os 90 servidores técnicos administrativos presentes deliberou-se pela GREVE POR TEMPO INDETERMINADO aguardando negociações efetivas entre o SINTUNESP/ADUNESP com a Reitoria da Unesp sobre o reajuste da inflação do período e Pauta Específica (reajuste no Vale-Alimentação). A crise na UNESP divulgada pela atual gestão da Unesp não se justifica tendo em vista a não realização de equiparação com a USP e UNICAMP tanto no Plano de Carreira como na Política de Benefícios (salários e valor facial do Vale-Alimentação inferiores à USP/UNICAMP) bem como a política de corte de custeio, redução de bolsas de extensão, contigenciamentos de obras e não contratação de servidores técnicos administrativos e docentes. Se houve erro de gestão na condução desta Universidade, são os Reitores que devem se explicar, como já apontamos nos anos anteriores, por exemplo: a expansão de novos Cursos de Graduação e de um novo Campus, que agora parece ser, sem o devido planejamento ou contra partida do Governo do Estado. As expansões não devem ser custeadas com arrocho salarial e críticas ao Plano de Carreira de Docentes e ADP como os grandes vilões. Observamos que Impostos tem batido todos os recordes de arrecadação e como não deixaria de ser o ICMS do Estado de São Paulo, de 2007 a 2013 cresceu 83%, segundo Andrea Calabi, secretário estadual da fazenda. NEGOCIAÇÃO JÁ.

Faculdade de Engenharia — em GREVE desde 26/05/2014

Informo que hoje dia 26.05.2014,no período da manhã, em assembleia geral com cerca de 60 servidores técnico-administrativos foi APROVADO o indicativo de GREVE POR TEMPO INDETERMINADO A PARTIR DE HOJE, conforme determinação do Fórum das Seis, por 56 votos favoráveis e 04 abstenções, sendo que foi montado um grupo de Comando de Greve, na qual vai estabelecer um cronograma para o período de greve.

Teremos assembléias diárias, sendo que já está agendada nova ASSEMBLÉIA para amanhã, dia 27.05.2014, 3ª feira – AS 14 HORAS no ANFTEATRO II no Bloco V.

Pessoal, agradecemos a presença dos servidores que participaram e esperamos um número maior ainda de servidores na nova assembléia.

VAMOS A LUTA !!!

Faculdade de Engenharia — em GREVE desde 22/05/2014

Assembléia Realizada com 66 servidores presentes com 37 deliberando paralisação dia 21 e greve dia 22, caso não houver acordo nenhum após a reunião com o Cruesp.

Câmpus Experimental de Itapeva
Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias — em GREVE desde 22/05/2014

Em assembleia realizada dia 13 de maio as 14 horas ficou deliberado pelos presentes que o campus de Jaboticabal estará em estado de Greve ate dia 21 de maio com paralisação no dia da próxima reunião do Fórum e CRUESP.

Não atendida as nossas reivindicações já esta aprovado GREVE a partir do dia 22 de Maio.

Faculdade de Filosofia e Ciências — em GREVE desde 23/05/2014

Em Assembléia realizada no dia 06/06 as 9:00 horas no Anfiteatro do Prédio de Atividades Didáticas, deliberou-se:

  • Enviar um convite aos funcionários terceirizados para participação na Plenária conjunta,a exemplo do que acontece em Araraquara.
  • Eleição de um representante (delegado)do servidor do Campus de Marilia para ida a São José do Rio Preto, favorecendo a troca de experiências e contribuindo para o fortalecimento do Movimento naquela Unidade.
  • Participação no Ato Público do dia 10/06 na Reitoria da Usp,conforme proposto pelo Fórum das Seis.
  • CONTINUIDADE DA GREVE NO CAMPUS DE MARILIA.
  • Nova Assembléia no dia 09/06,excepcionalmente as 8:00 horas,devido a participação dos servidores na Congregação aberta no Campus as 14:00 horas.

Câmpus Experimental de Ourinhos — PARALISAÇÃO DE 10 a 13/06

Em assembleia conjunta de Ourinhos foi deliberado paralisação de 10 a 13 de junho, com avaliação em nova assembleia na sexta, 13/6.

Faculdade de Ciências e Tecnologia — em GREVE desde 26/05/2014

Aqui em Presidente Prudente no Auditório da FCT com a presença de numero expressivo de Servidores Docentes e Aluno a tivemos nossa Terceira Assembléia conjunta estando em greve.

Onde deliberou-se:

  • Manter a categoria mobilizada em greve participando da agenda de atividades do movimento no campus.
  • Participar de Ato na estadual unificado em frente a Reitoria da USP.
  • Enviar delegados para plenária estadual da ADUNESP.
  • Protocolar documento solicitando a abertura de Congregação Extraordinária Aberta para tratar da paridade.
  • Reunião com o Diretor da unidade e seus diretores de Área para tratar de casos de assedio moral no campus.

Agenda :

  • Dia 06/06 reunião na Direção da Unidade.
  • Dia 10/06 Ato na USP.
  • Dia 09/06 Plenária Adunesp Central.
  • Dia 09/06 Plenária de servidores.
  • Dia 13/06 Assembléia Geral Unificada

Câmpus Experimental de Registro

30/05/2014
Com a presença de dois representantes do Sindicato. Foi realizado uma reunião para discussões das pautas de reivindicação dos servidores e duvidas quanto a organização local. Houve grande manifestação contra o arrocho, isonomia e demais pautas. Foi marcada nova reunião para a data 03/06/14 para eleger os responsáveis para articulação das reivindicações na unidade.

03/06/2014
Com a presença de 20 servidores do total de 35 da unidade, foi realizado uma assembléia para discussão dos representantes na unidade para articular as reivindicações e atos contra o Arrocho e demais pautas de insatisfação dos funcionários do Campus Experimental de Registro. Foi escolhido os representantes da diretoria de base e comissão assessora.

Organizaremos novos atos.

Reitoria da Unesp

Em assembleia realizada no dia 28 de maio, na Reitoria, com a representação do SINTUNESP deliberou-se o que segue:

  1. participação no ato unificado estadual no dia 03 de junho, terça feira, às 14h00, em frente à Reitoria da UNESP, para pressionar o CRUESP a abrir negociações efetivas com o Fórum das Seis.
  2. os servidores da Reitoria descerão e ficarão do lado de fora do Prédio, junto aos demais participantes do ato.
  3. em caso de dispensa, os servidores permanecerão na frente da Reitoria, junto ao demais participantes.

Convidem seus colegas à participação!

Grupo de Mobilização da Reitoria

Instituto de Biociências e Instituto de Geociências e Ciências Exatas — em GREVE desde 26/05/2014

Reunidos em assembleia nesta quinta-feira, 22/05/2014 às 14h30min no técnico- administrativos do Campus de Rio Claro, decidiram pelo estado de greve a partir de hoje, e GREVE por tempo indeterminado a partir de segunda-feira, 26 de maio.

Outras decisões tomadas:

  • Estabelecimento de um comando de greve;
  • Reunião nesta sexta-feira às 8h00 na Rampa do IB para organização dos trabalhos de segunda-feira;
  • Concentração dos servidores a partir das 07h00 na portaria do Campus e panfletagem;
  • Nova assembleia segunda-feira, às 9h00 (local à definir)

Câmpus Experimental de Rosana — em GREVE desde 06/06/2014

Reuniram-se em assembleia os servidores do campus experimental de Rosana onde esteve presente 29 dos 34 servidores, onde 22 optaram em não aderir ao movimento de greve, 06 estarão em greve a partir de amanhã, juntamente com a maioria dos docentes e alunos, e houve uma abstenção.

Câmpus Experimental de São João da Boa Vista
Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas — em GREVE desde 28/05/2014

Em Assembleia realizada hoje, informamos que foi deliberada GREVE a partir do dia 28 de maio por tempo indeterminado.

Instituto de Ciência e Tecnologia — em GREVE desde 23/05/2014

Reunidos em Assembléia conjunta (Docentes, Discentes e Técnico-administrativos), dia 06/06/14, às 8h30, no Anfiteatro 1, foi constituída a Comissão de Ética do Movimento de Greve composta por membros de cada categoria:

  • Docentes: Professores Sérgio e Márcia
  • Funcionários: Beatriz e Débora Cristina
  • Alunos: Rafael e Gustavo

Esta comissão se reunirá na segunda-feira, 09/06, para definir as prioridades do campus durante o movimento.

Nova Assembléia está convocada para quarta-feira, 11/06, às 8h.

Instituto de Artes — em GREVE desde 19/05/2014

Em Assembléia realizada as 10hs no Hall do Instituto de Artes, os servidores técnico-administrativos, deliberaram o que segue:

  1. PARTICIPAÇÃO NO ATO EM FRENTE A REITORIA DA USP EM 10/06 AS 14HS
  2. NOVA ASSEMBLÉIA EM 11/06 AS 10HS para avaliação do ATO e indiicativos do FÓRUM DAS SEIS E SINTUNESP.
  3. EXIGIR DO CRUESP A RETOMADA URGENTE DAS NEGOCIACÕES , NÃO ACEITAREMOS ARROCHO DOS NOSSOS SALÁRIOS.

Câmpus Experimental do Litoral Paulista

Assembleia dos funcionários da UNESP – Campus Experimental do Litoral Paulista, realizada às 16h00 do dia 04/06/2014. Compareceram à reunião 29 servidores técnico-administrativos, de um total de 38 servidores, mais a Vice-coordenadora do Campus. Dos 9 servidores ausentes, 2 estão comissionados na reitoria, 3 encontram-se em treinamento fora do campus, 1 em viagem, 1 em férias e 2 não compareceram.

Foram analisados os seguintes itens:

  • Indicativo de greve, sugerido pelo sindicato, em função da proposta de 0% feita pela reitoria;
  • Promessa da reitoria, feita à comissão do sindicato, de que até o próximo dia 13 haverá uma nova proposta;
  • As implicações de uma greve, segundo cartilha enviada pela servidora Mayara.

Após amplo debate, onde consideramos que somos compostos por 3 setores: Docentes, Servidores e Discentes. Os discentes poderiam ser incentivados a compartilhar a greve conosco, mas os Docentes até a presente data não se manifestaram e não dão indicativo de que irão aderir à greve, o que poderia prejudicar os discentes.

Foi decidido o seguinte:

  1. Os servidores encontram-se em “Estado de Greve Permanente”;
  2. Em todos os atos que ocorrerem, a pedido do sindicato, será enviada uma comissão para representação do campus;
  3. Trabalharemos uma “Carta Aberta à População”, a ser divulgada em todos os meios midiáticos possíveis, para externarmos nosso descontentamento;
  4. Serão confeccionados panfletos para distribuição ao público em geral; faixas e cartazes a serem afixados nas entradas do Câmpus, e nas portas de cada seção, com temas alusivos ao dissídio e que demonstrem nosso descontentamento;
  5. Na segunda feira, dia 9 p.f., todos os servidores usarão camisas brancas, com uma faixa preta no braço, com destaque em branco do “0%”.
  6. Faremos um fundo de greve, com a contribuição de R$ 5,00 de cada funcionário.

Decididos estes tópicos, encerrou-se a reunião, às 17h.

P.S. Hoje terei uma reunião com os discentes, e pretendo incentivá-los a participarem, conosco, de uma manifestação pública, no dia 17, cocomitante com o ato em São Paulo. Amanhã informo o resultado desta reunião.

Câmpus Experimental de Sorocaba — em GREVE desde 26/05/2014

Em assembleia, com a presença de 61% dos funcionários técnico-administrativos de Sorocaba deliberou-se:

  • GREVE a partir de 19/05 (segunda-feira);
  • MOBILIZAÇÃO da comunidade Unespiana no dia 21/05 (data da nova reunião com o CRUESP), com assembleia agendada para as 14h.

Vale ressaltar a presença de docentes e alunos na discussão anterior à deliberação dos funcionários, os quais demonstraram plena insatisfação com a Gestão das Universidades Estaduais Paulistas, principalmente no que se refere a ausência de recomposição da inflação (zero %).

Câmpus Experimental de Tupã — em GREVE desde 02/06/2014

Os servidores técnico-administrativos do Campus de Tupã reuniram-se no dia 27/05/14 (terça-feira) e após exposição das informações referentes ao atual estado econômico da Universidade e também a questão da não concessão de dissídio, votaram pela realização de greve no Campus. Dos 26 presentes, 24 funcionários votaram a favor da realização de greve. No dia 28/05/14 (quarta-feira) deu-se prosseguimento às discussões. Posto isso, seguem as considerações:

  • A greve terá início no dia 02/06/14 (segunda-feira) e prosseguirá até o dia 06/06/14 (sexta-feira), dia que será realizada uma nova reunião para se decidir pelo prosseguimento ou não da greve;
  • Os funcionários que participarão da greve virão para o Campus cumprir seu horário de trabalho, porém por causa do estado de greve realizarão apenas as atividades essenciais de sua área [1]. As atividades que já foram iniciadas poderão ser concluídas normalmente.
  • A maioria optou por criar uma Comissão de Ética da Greve que terá suas decisões respeitadas por todos;